AOS HOMENS


Masculinidade Tóxica e Masculinidade Saudável

Convido todos os homens, os medrosos, machões, ditadores, os sensíveis, os gays, os enrustidos, os héteros, os comuns e os diferentões, os bissexuais, os primitivos, os vaidosos e os assexuados, os abusados e os abusadores, os fanáticos e os espirituais, os ateus, os homens internos dentro das mulheres também e os transsexuais, os que tem a coragem de assumir que ainda não sabem o que são e os que já acham que sabem... . Convido as energias masculinas deturpadas ou as minguadas, as impositivas e tóxicas, os homens anulados, os fujões e os crianções, os birrentos competidores treinados para as relações pelos vídeo-games sangrentos e jogos de futebol, pela inveja dos colegas "comedores", pelo pânico de talvez descobrirem que são "viadinhos" como o mais zoado da turma ou simplesmente os que tem fragilidades confundidas ignorantemente com homossexualidade, os filhinhos treinados pelo orgulho declarado de pais doentes que ainda se gabam da macheza dos filhos e os violentam emocionalmente assim, para serem “homens”… . Convido os homens zombadores, os machistas e os sacerdotes, os que fazem "troca-troca" ou desejam isso escondido, os celibatos, os que se orgulham de ver filmes pornôs e cantar mulheres na ruas, mas disfarçam a ejaculação precoce e o desconhecimento do próprio corpo e do da mulher, os que desconhecem a própria masculinidade por se amarrarem ao rótulo e o compram para disfarçar seus medos.

. Os "heróis" que carregam o mundo nas costas e descarregam covardemente suas frustrações sobre mulheres e crianças como odiavam ver o pai fazer no passado... . Os que violentam o próprio corpo com as “leis bíblicas” sob um pretexto de fé, ou com drogas, promiscuidade, musculação compulsiva e outras fugas de si mesmos para não encararem o fato de que ainda tanto se odeiam e se desconhecem... . Talvez temiam perceber que quanto mais fogem do passado mais ficam obsessivos em repetir os abusos que viram e sofreram e o descaso do próprio pai ou da mãe que também não receberam coisa muito melhor dos avós…

Não percebem que o ódio silencioso ou declarado que dedicam aos país por mais justificável que pareça, está sendo destilado contra si mesmos e nos matando, uno que somos. . Convido os homens abusados por mulheres tóxicas, também feridas e amarguradas por tantos abusos, por mães narcisistas, super protetoras e até por parceiras que projetavam nos companheiros suas carências e negações de si mesmas em vínculos destrutivos e dependências compulsivas com manipulações e chantagens emocionais. . Convido até os estupradores, não para lhes dedicar dó ou impunidade, mas por uma vacina de consciência. Aqueles que talvez, tão tragicamente, contaram ao mundo o que também sofreram na infância fazendo hoje novos crimes-sem-perdão e ferindo inocentes como lhes feriram um dia quando também eram inocentes… . Me perdoem esta menção quem se sentir ofendido, pois a guiança por uma dor traumática, sede de justiça ou vingança talvez ainda não te permita me compreender e eu te respeito e acolho. Somente uma mente mais liberta de extremos é capaz de pensar em prevenção e olhar mais a fundo. Que nenhum dos aprofundamentos sugeridos aqui sejam usados erroneamente para enfraquecer decisão de denúncia, como justificativa para abusos injustificáveis, mas nem por isso indiscutíveis. . Talvez nunca investiguem ONDE se aprendeu a violência que expressam hoje, pois é mais catártica a falsa segurança e alívio sádico de saber que serão estuprados numa prisão também. Então também por isso, as mães se omitem e encobrem maridos, filhos e irmãos abusadores triplicando as cargas das vítimas. Um tiro no pé e no coração que nos une. Então, estupradores justiceiros se orgulham, se sentem mais machos e santos como um "ladrão que rouba ladrão", que não é menos ladrão, ainda que um ditado tolo te programe para pensar o oposto e a sociedade hipócrita se sente mais cristã enquanto se nega a se curar e olhar para dentro. Se você sente alívio em pagar o mal com o mal, tenha a coragem de perceber, assumir e curar o estuprador que lhe habita e já te fere em silêncio, seja você de qual sexo for, há um mulher ferida em ti também. . Porque não ensinaram os abusados antes, ao perceberem seus sintomas e indícios, a se ouvirem, expressarem e transformarem amorosamente os próprios sentimentos e impulsos nocivos quando estes ainda eram um raminho crescendo? Preferem não falar sobre sexo e abuso em contexto educativo e preventivo dizendo que é incentivo à promiscuidade e assim convidam mais crimes resultantes da repressão e omissão, até perceberem que seus filhos pagarão a conta por mais este fanatismo. Talvez um futuro estuprador é regado assim, lhe fazendo vista grossa, dizendo aos meninos pra e