Novo Site Online!


Meu novo site está online. Tá tudo junto!! Meus portfólios como Ator em Teatro e Dança, Fotógrafo e Designer Gráfico! Mais limpo, mais simples, mais organizado e uma novidade master, meu Blog aqui, também com compartilhamento de processos, experiências antigas e novas, reflexões, referências... #Feliz #2016

Novo Layout Site Roni Diniz

Era uma ideia antiga escrever um Blog, mas aquela mania nossa de nunca achar que se está preparado, de achar que não vai ter tempo para escrever, de procrastinar, etc, etc... E apesar de a moda agora não ser mais os Blogs e sim o Vlogs e Youtubers, optei pelo Blog, pois escrever, organizar os raciocínios, as experiências, os conhecimentos de um jeito diferente que me agrada e me é útil como estudo também, é um exercício absolutamente comum ao universo do Teatro e da Dança Contemporânea e até nas nossas conversas mais normais se prestarmos atenção, definitivamente isso não é algo que eu ache que vai "encurtar minha escalada ao sucesso"! Kkkkkk É algo que senti, quero, posso e vou fazer, ponto!

Desde quando comecei a fazer teatro no Programa Vocacional em 2007, Dança em 2010, e desde quando entrei no Núcleo de Vivência Teatral da Cia Paidéia em 2011, todos os meus grupos nestes locais tinham algo em comum: o protocolo, um livrinho, caderno ou agenda, onde, a cada semana, um participante ficava responsável por registrar suas impressões, reverberações sobre cada novo encontro, fosse com texto, poesia, imagem ou qualquer coisa que se achasse coerente expressar sobre aquela experiência. No curso de Arte Dramática do Senac, éramos instados, a cada etapa, à escrevermos uma autoanálise do processo que trilhamos até ali, alguns morriam de tédio e achavam desnecessária esta atividade repetitiva, mas eu sempre vi um valor prático imenso em escrever, sobre a vida ou sobre meus processos especificos, a gente organiza as coisas quando escreve, elenca, compara, relembra, vê o que valeu a pena e compensa repetir ou não, aonde poderia cavar mais fundo, aonde desperdiçou tempo precioso, erros que às vezes acabam mostrando novas e ricas possibilidades, em fim, particularidades e descobertas que comumente não conseguimos perceber tão claramente quando estamos muito envolvidos e com foco único de executar nossos fazeres. Escrever, ler e reler o que escrevemos, nos proporciona uma visão de fora sobre nós mesmos e é um registro que poderemos rever outras vezes em tempos distintos, sob novas óticas, no caso de um blog, pode-se acessar bem facilmente, compartilhar... Em 2012 quando embarquei com meu grupo de dança na ideia de escrever um edital, a fim de dar continuidade à nossa pesquisa da época, tivemos vários encontros com a artista Mariana Vaz, que nos provocava com perguntas e fomos percebendo, enquanto escrevíamos, como o processo de escrita nos ajudou a compreender melhor e estruturar nosso discurso como grupo, perceber várias possibilidades de melhorias nas nossas abordagens e etc.

Então, agora decidi retomar o projeto antigo de escrever um Blog, certamente, não colocarei aqui "todos" os meus diários de bordo, tenho muitos que são pessoais mesmo e em algum momento ou outro posso decidir compartilhar partes e até algumas bem pessoais se eu achar coerente... Eu gosto de escrever, na época da faculdade eu não curtia muito não, era maçante e obrigatório (risos), mas fui desenvolvendo o gosto, ao passo que eu podia escolher sobre o que eu queria escrever ou quando calhava de ser sobre algo que eu gostei, sobretudo, a respeito de coisas que me movimentaram fortemente, situações, histórias, bastidores de situações atuais ou antigas que naturalmente estejam sendo recorrentes nas minhas conversas ou que me reencontraram hoje por outro motivo. Talvez esta seja também uma chance de, cada vez mais desmitificar um pouquinho, para mim mesmo e para quem se dispuser, a equivocada impressão “áurea” que algumas pessoas acabam tendo sobre arte, alguns até tem sobre mim, por eu estar no ramo artístico, não que viver assim seja algo ruim ao invés da perfeição que alguns acreditam ser (geralmente por que confundem ator com celebridade, nem todo ator é celebridade, nem toda cel