• Poema

Indomável primavera


Se é a hora de florir

Agora o Amor vai fluir

Não adianta temer, nem fugir

O brilho vai emergir

E a glória estremecer

A união há de imperar

E o obscuro se diluir

Tenha calma e aguarde

Tenha fé e respire

Sinta o amor e oferte

Pegue sua luz e ascenda

Ascenda, ascenda!

Este lugar é seu também

Experimente! Largue a dor e o passado

Agradeça e dance, dance!

Envie para a terra e receba,

Envie pros céus e receba,

Receba Deus sem pensar demais

Receba Deus, mostre Deus!

Agradeça, oferte ao Cristo!

Cristo pode estar entre nós!

Deus no teu sorriso, Maria em teu abraço!

Largue o argumento e sinta.

Experimente,

Largue o pensamento e glorifique em silêncio.