Como fui parar neste Paraíso?! Arraial do Cabo, RJ, o Caribe Brasileiro!

Eu ainda estou num romance sério com Arraial do Cabo! Ao fechar os olhos, ainda posso sentir a sensação de um mergulho naquelas águas multi tons de azuis e verdes... Tanta beleza que me deixava sempre cativo observando e deglutindo as paisagens com os olhos antes do mergulho! Passei cinco dias inesquecíveis em Arraial do Cabo, vivendo numa intensidade e prazer que me dão a impressão de ter passado um mês lá, tamanha a intimidade e quantidade de vida que me atravessou nestes dias... Vou falar um pouco sobre o roteiro, algumas dicas e como fui parar lá! Eu tinha uns três temas sobre os quais eu quero muito escrever, que me são “urgentes”, mas este aqui também era o mais leve para um fechamento

O que valida a tua arte?

Antes de começarmos a pensar neste tal “Crivo Ditador”, convém passarmos por algumas questões precedentes. Seria mesmo preciso "validar" uma arte e um artista? Quantos artistas somente tiveram sua “genialidade” e valorização ($) reconhecidas anos após a sua morte? Por que precisamos tanto distinguir e classificar a arte ou até que ponto? Mas, se a tal validação convier, que efeito teria a “consciência deste crivo” sobre a liberdade de expressão e sobre a essência subversiva e criativa que os grandes nomes da arte costumam ter em comum? A quais padrões isso conduziria, com mão firme e ameaças de fracasso ou garantia de sucesso? Que efeito poderia ter sobre as obras que então precisassem do ta

© 2016 Roni Diniz . Ator, Fotógrafo e Designer Gráfico.