© 2016 Roni Diniz . Ator, Fotógrafo e Designer Gráfico.

CORPO AGAVE

1/2
1/1

Exposição na Passagem Literária da Consolação 01 a 02/2019


Passagem Subterrânea que fica na Esquina da Av. Paulista com a Consolação
Entradas ao lado do Cine Belas Artes e do Restaurante Riviera.

> ABERTURA: Sábado dia 12/01/19 das 17h às 20h com a presença do Artista

> Você poderá plantar ou retirar uma muda de Agave Americana grátis! Para saber mais sobre a planta https://youtu.be/C7edIBB16IY

> Comprar Postais-Ímã ou o Livro "LYA, dois mundos" com desconto!
BookTrailer: https://youtu.be/ua012bowe3Q
https://www.chiadobooks.com/livraria/lya-dois-mundos

> A Exposição Corpo Agave seguirá até Fevereiro.

> De segunda a sexta das 7:30h às 20h e sábado das 10h às 22h.

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/326421714872730

 

Foto 01 de 12 CORPO AGAVE É uma sequência fotográfica que capta um impulso performático de celebrar a natureza. Coloca o meu corpo, imagem e habilidades a serviço de expressar, compartilhar e celebrar uma espécie de aprendizado não material, não linear ao qual a relação com o ciclo da Agave Americana me conectou. Capacidade de observar a natureza ou o caos externo como reflexo do indivíduo e vice-versa. Assim como a planta, o corpo abriga seiva da vida, está em constante intercâmbio com o seu meio, porém com sua própria música natural a ser manifesta. Da raiz às extremidades físicas e energéticas, o fluxo da vida percorre o canal orgânico “de terra”, carne e osso. Um recobrar do caráter ingênuo e sagrado do corpo, sexo, coração, mente e alma, percurso corporal que disparado, inevitavelmente desmantela e desprende estigmas de culpa, vergonhas, medos e outras repressões impostas ao corpo pelo meio social, dando lugar a uma natural aceitação e celebração do que é como é, e passa, com toda a beleza e poesia da sua impermanência e "natureza".

Foto 02 de 12 "Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam..." Sem dúvidas, Cristo observava e se encantava com a natureza de modo não corriqueiro, talvez exatamente como se observasse uma obra de arte abstrata, pois os sentidos apontados por ele não são os dados de imediato e com estas imagens da natureza, que talvez pareçam banais para muitos até hoje, ele pintou muitas das suas mais belas analogias cheias de sabedoria. Uma linguagem que requer um olhar mais sinestésico e menos pragmático, fruto de um coração sensível e esvaziado de conceitos para "ler" uma sabedoria e poesia que desafia os vícios dos olhares apressados e lineares da modernidade... Este jeito de olhar é acessível a todos, pode ser despertado e treinado.

Foto 03 de 12 Chakra Básico (Raiz) Entre a repressão e a libertinagem, entre vergonha, culpa e abusos, a sexualidade germina agora aceitação e consciência, pede um olhar de afeto. Nossas crianças terão o conhecimento que foi negado, cuidarão e amarão também sua sexualidade e por isso estarão mais protegidas contra qualquer mau uso que alguém possa lhes propor maldosamente, não reproduzirão nossos erros e os de nossos pais. Devagar, vícios e compulsões se diluem, à medida que se pára de fingir que eles não existem ou que se acredita lutar contra ao censurar a sexualidade alheia e sua liberdade, enfim, passa-se a enxergar além dos sintomas! A compulsão sexual ou sua repulsa absoluta que bloqueava o fluxo vai dando lugar ao seu uso equilibrado, onde o prazer compartilhado e o amor genuíno incentivam o curso do fluxo da vida e se redescobre a alegria da sexualidade saudável, um presente de Deus e da natureza.

 

A raíz oculta é também parte do canal sagrado da vida onde o fluxo inicia, é a sustentação da árvore mais alta e sublime, é condição essencial para floresça e dê frutos. O equilíbrio pede um olhar de aceitação, consciência e amor para o todo. O chákra raiz saudável é o princípio ou primeiro degrau para vitalizarão dos próximos ckákras superiores até o sétimo que abre a conexão com a espiritualidade, com o divino.

Em estado de hiperatividade

Quando este chakra está hiperativo, você tende a ser mandão e dominador para com os outros, e ter um grande ego. Você será tomado por sentimentos de ganância e violência, e agirá de forma astuciosa e egoísta.

Em estado enfraquecido

Se você tiver o chakra raiz enfraquecido, você não se sentirá amado(a) e se sentirá sexualmente inadequado(a). Sua vontade e ambição serão fracos, e você não consegue alcançar os seus objetivos.

A frustração e o medo o tomarão, sentirá que não pertence a coisa nenhuma. Você será tímido, inseguro, se sentirá incapaz.

Em estado de equilíbrio

Se você se sentir centrado e ligado à terra, com uma sensação de que pertence ao mundo, é muito provável que o seu chakra raiz esteja em estado de pleno equilíbrio. Com este chákra equilibrado você confia em si mesmo, e confia nos outros. Você é independente, se sente vivo e equilibrado.

Foto 04 de 12 Chakra Sacro. Eu chamaria de chakra do rebolado! Acho que poucos imaginavam/sabem que o rebolado pode ajudar a desbloquear as nossas energias!

Para os hindus, é Swadhisthana (ou cidade do prazer, em sânscrito) e encontra-se na região do baixo ventre. É fisicamente ligado às gônadas – testículos (homem) e ovários (mulher) – e à energia feminina, ao útero materno, à procriação (à criação de outras coisas também, como projetos pessoais, profissionais), à gravidez. É responsável pela reprodução e troca sexual durante o sexo, e pelo controle de líquidos em todo o corpo humano.

O chacra sexual energiza toda a área genital e urinária, filtragem e circulação de líquidos nos rins e por expelir todas as excreções do corpo. É regido pela Lua (por isso tão vinculado ao feminino, à sexualidade, à maternidade e à criação) e pelo elemento água (vinculado ao líquido amniótico, às relações interpessoais, à autoestima, ao amor-próprio).

Na gestação, dentro do ventre da nossa mãe, ficamos 9 meses ligados a ela pelo cordão umbilical. No útero fomos abrigados e envolvidos pelo líquido amniótico, fomos nutridos por ele; por todos esses motivos, a saúde desse chacra mede e influencia a qualidade de nossa relação com a Terra, com a família, com as pessoas em geral, e com nós mesmos. Ele representa nosso corpo emocional, armazena emoções vividas em relacionamentos, e nos dá a missão de interagir com o mundo, com aquilo que está ao nosso redor de forma harmoniosa.

É o chakra da troca sexual e da alegria. Muitas escolas, colocam em seu lugar o chakra esplênico (ou chacra do baço).

Quando está bloqueado, causa impotência sexual ou desânimo, problemas de relacionamento, baixa autoestima. Quando hiperativo, causa intenso desejo sexual e outras compulsões. Se o chacra sexual estiver saudável, ele estimula o melhor funcionamento dos outros chacras e ajuda no despertar da kundalini; a pessoa tem uma autoestima equilibrada, consegue aproveitar e apreciar os prazeres da vida.

Foto 05 de 12 Chakra Plexo Solar. Localiza-se um pouco mais abaixo do local no qual a Agave está repousada na foto, fica um pouco acima do umbigo. 
O lótus amarelo chamado "Manipura" significa "Jóia Brilhante". Da terra (1º chakra), passando pela água (2º chakra) até o fogo (3º chakra). A divina faísca de consciência inflama das chamas de nossa vontade para queimar toda a resistência. Revitalizando todo o corpo, pulsantes chamas de energia nos animam, para despertar em nós o poder, para arder em nós, o propósito, para fortalecer nossa vontade, para manter essa chama viva durante todas as tribulações e provas. Enquanto queimamos através dos obstáculos, em uma crescente liberdade e poder. Deixe que essa chama se torne mais intensa. Deve-se treinar esse poder. Por meio de uma prática constante, condensando as energias de dentro e de fora de nós. Não é uma tarefa simples compreender o caótico e acender o fogo serpentino da Kundalini, tomando o controle sobre essa energia para depositá-la em nosso ventre e florescer em poder. Este fogo nos sustenta e transporta enquanto queimamos o Ego e nos dissolvemos na Gema Brilhante que é a verdadeira fonte de poder em Manipura.

Ele influencia nossa relação com a matéria e com o poder pessoal. Neste chakra ficam retidas emoções densas como raiva, mágoa, medo, tristeza, angústia, rancor, ansiedade. É um dos chacras que mais precisam ser tratados e harmonizados sempre. Representa o corpo mental.

O plexo solar controla a região das vísceras, e não é à toa que todas as emoções densas e viscerais (como paixão e desejo) se acumulam nessa região. Ele é responsável por absorver a energia dos alimentos e distribuí-la para todo o corpo. É um dos chacras mais suscetíveis a nossa rotina. A maioria das pessoas sofrem com algum problema físico nesta região, como gastrite, problemas estomacais, diabetes, ou outros problemas digestivos.

Quando está bloqueado, o chacra umbilical causa enjôo, medo ou irritação. Quando em harmonia, nos dá um poder de realização muito grande, é o chacra que nos impele a agir. Esse chakra tem grande vitalidade quando saudável, e funciona como um radar psíquico, percebendo energias no ambiente.

Foto 06 de 12 Chakra Cardíaco. Conta-se que uma aldeia de índios teve que se refugiar em uma caverna por causa de uma tempestade que caiu em um campo de Agaves. Raios que caíram, queimaram o coração destas plantas, o que ocasionou o cozimento do amido nele existente, transformando-o em mel. Cessada a tempestade o vento levou um forte aroma adocicado para a caverna, o que provocou a curiosidade de uma índia que provou o suco de um pedaço, onde descobriu o sabor doce da planta. Passado dias com o suco guardado em sua tenda, um indígena descobriu um novo perfume exalado pelo suco esquecido, pequenas bolhas se formaram, como uma espuma espessa e branca (fermentação), provando o líquido, sentiu um sabor distinto e rico, e que lhe causou uma mudança de personalidade, com isso foi considerado uma dádiva dos deuses. Daí nasceu a Tequila também chamada aguardente de maguey.

 

4º Chakra Cardíaco.

A lótus verde de doze pétalas, chamado "Anahata" (significa Câmara secreta do coração). O elemento deste chakra é o AR. Enquanto subimos para a suavidade e amplitude do céu. Agora a serpente da Kundalini (energia dançante feito uma serpente) nos eleva sobre as asas de amor para abraçar o despertar do espírito divino, o qual anima o coração a abrir-se e voar livre expandindo-se no elemento AR a cada respiração. Fluímos em direção ao infinito. Torna-se claro e imenso em nosso interior. Dançando alegremente com o outro, entramos no mistério do amor e dos relacionamentos, transcendendo o ego e viajando com os outros para o interior do Divino círculo do coração. Unindo Céu e Terra, masculino e feminino, mente e corpo em perfeito equilíbrio. O coração é um lugar cômodo, terno e profundo. O lugar da compaixão e união. Uma vez acordado, o coração pulsa com o ritmo da Vida, pulsando seu amor em todas as nossas relações, em nós mesmos e nos demais, na cultura e no planeta, no humano e no divino. A medida que abrimos nossos corações, nos conectamos com o coração universal, amanhecendo nas fronteiras da consciência social.

 

Este chakra está ligado à glândula timo e é responsável pela energização do sistema cardiorrespiratório, e toda a energia do tórax. Considerado o centro do amor e canal de expressão dos sentimentos, também está vinculado ao equilíbrio, ao amor universal, à compaixão, ao altruísmo e, fisicamente, ao sistema imunológico.

 

O chakra do coração tem a função de equilibrar as energias de todos os outros chakras, pois está no centro, tendo abaixo dele três chakras inferiores associados à existência na Terra , e acima, três chakras superiores, mais sutis e associados ao plano espiritual. É o coração que conecta o Céu com a Terra, é a conexão da espiritualidade através da matéria. Representa o corpo astral.

 

É o chakra mais fragilizado se houver um desequilíbrio emocional. Se for bem desenvolvido, torna-se um canal de amor para o trabalho de assistência. Quando existe um bloqueio, a pessoa sente depressão, angústia, irritação, pontadas no peito, é excessivamente materialista e apegada. Fisicamente, o bloqueio pode gerar infarto, taquicardia. Nas mulheres, pode aflorar câncer de mama.

Foto 07 de 12 Chakra Laríngeo. "Vishuda". É o chákra dos Artistas! Localizado na região da garganta, o lótus azul de 16 pétalas está situado na garganta, significa "purificação". No círculo etérico do chakra laríngeo, a Kundalini desperta no centro das vibrações interiores, enquanto o som levado pelo ar. mediante o fôlego, abre nossa expressividade para a música das estrelas. Escutamos o sussurro da voz interior. Escutamos o sol que se eleva para fora do coração.

A partir do "AUM" ancestral, ondas de vribração por toda a criação ressonando, expressando, harmonizando, sincronizando, permitindo as nossas vozes cantarem nossas verdades, o coro da vida. De dentro para fora, nossa auto expressão flui em vibrantes ondas, nos levando mais e mais profundamente para a verdade que reside em nosso interior e para a verdade que encontramos no lado de fora para a essência dentro da vibração, para o som, para a linguagem, comunicação e expressões de criatividade. Transformando música, conhecimento e poesia através do tempo.

 

Está vinculado à glândula tireoide (e paratireoides). A tireoide tem como função filtrar o sangue, regular os ciclos menstruais, nas mulheres.

 

Fisicamente vinculado à boca, garganta e vias respiratórias. As mãos e os braços são extensões físicas do chakra da garganta, pois são com eles que trazemos as ideias para o plano material, colocando a “mão na massa”.

 

O Laríngeo representa o corpo etérico padrão. É considerado também como um filtro energético que impede que as energias emocionais cheguem até os chacras da cabeça.

 

Quando apresenta desequilíbrio, pode causar dor de garganta, herpes, dores de dente e/ou gengiva, hiper ou hipotireoidismo. Uma pessoa com problemas de adaptação, ou que aguenta tudo calada, “engole sapos”, pode estar com o chakra da garganta bloqueado.

Foto 08 de 12 Chakra 3º Olho. O Ajna (Centro de controle, em sânscrito) está na testa, entre as sobrancelhas, vinculado à glândula pituitária ou hipófise.

É o centro da visão, percepção, acesso ao ilimitado mundo da luz. As duas pétalas deste chakra, levam à resolução da dualidade, ao único ponto de concentração do terceiro olho. É o chakra da percepção e da imaginação. O lugar do qual se revela a brilhante luz interior. Focando a consciência neste ponto, descobre-se a intuição para liberar a visão, se banhar na eterna beleza do mundo interior. A medida que se eleva a consciência, penetra-se através da ilusão, trazendo claridade. Enquanto o 3º Olho se abre entre os dois olhos físicos, entramos em profunda meditação, revelando a luz interior. Mantendo-se estável entre os muitos pensamentos, encontra-se o portal dos mistérios interiores da iluminação, enquanto se descobrem formas elegantes através dos olhos da mente, ao seguir estas formas pode-se descobrir e alcançar os seus sonhos. É importante orientar a visão dentro de uma postura tranquila do mundo interior.

 

O 3º olho controla todos os outros chakras, é dele que saem todos os comandos para o corpo todo; também cuida do lobo frontal, que representa a nossa porção lógica, nossos ideais, raciocínio e pensamentos, nossa capacidade de aprendizagem e observação. O chakra frontal também representa o corpo celestial e é responsável pela saúde dos olhos e do nariz. Ele é fácil de ser trabalhado, pois o usamos muito no dia a dia pela visão. Geralmente, a sua atividade pode ser sentida por uma vibração ou sensação de calor na testa.

 

Há diversas disfunções nesse chakra, como um excesso de pensamentos, ideias que se acumulam e não são colocadas em prática, desorganização, falta de foco. Fisicamente, a pessoa pode sofrer com sinusite, que é a somatização dessa congestão mental. Também pode aparecer a sensação de pânico, dores de cabeça, até problemas mentais. A meditação é uma ótima forma de esvaziar a cabeça e limpar o chakra frontal.

Foto 09 de 12 Chakra Coronário. A Kundalini encontra seu caminho. ascendendo pela coluna, para perfurar o chakra coronário (topo da cabeça), Sahasrara que significa "Multiplicado por Mil". Completo da base a cabeça, o sétimo chakra pode agora florescer, como a Lótus de Mil Pétalas da consciência infinita que emana do ponto sem dimensões da consciência interior. Essa é a sua consciência, acordada, consciente, inteligente, divina. Sempre desdobrando-se na consciência infinita, a natureza da consciência não tem limites. Aquiete sua mente focando nas pétalas interiores que se abrem. Testemunhe as faíscas de iluminação que se desdobram.

 

Quando este chakra é trabalhado e desenvolvido, facilita a lembrança e a conscientização das projeções da consciência. Tem muita importância nas expansões da consciência e na recepção de temas elevados. É o chakra por onde penetra a energia cósmica e a energia do Sol também.

O coronário é o chacra mais importante, pois é o responsável por energizar o cérebro, tem influência nas funções mentais e na produção de serotonina, o hormônio do bem-estar, pois regula o sono, o apetite, o humor, entre outras funções.

Este chakra representa o corpo causal. A vibração dele também indica que estamos vivos. Por esse motivo é que pessoas que dizem não acreditar em Deus, ou não professar nenhuma fé, ou não ter alguma prática religiosa também apresentam atividade no chacra da coroa.

Quando está em desequilíbrio, a pessoa pode desenvolver fobias, problemas neurológicos, falta de fé, depressão, tendências suicidas. Quando está saudável, ativamos toda nossa sensibilidade e vivemos alinhados ao nosso propósito, com saúde, felicidade e muita disposição.

O chakra da coroa possibilita compreender toda a existência e se iluminar, integrar-se ao todo, como último dever no planeta Terra.

Foto 10 de 12 "E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente está nela sobre a terra; e assim foi.
E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie, e a árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom."Gênesis 1:11,12
A partir do chakra coronário à medida que a Kundalini se encontra com seu companheiro divino Shiva, quem dá vida às estrelas e te leva para além do plano inferior, para viajar no coração do cosmos, para a própria inteligência da criação, o reino da mente divina, a consciência universal que é a fonte de tudo: DEUS.

Foto 11 de 12 “Há 470 milhões de anos atrás surgiram as primeiras plantas no ambiente terrestre e transformaram o clima na Terra ao sequestrar dióxido de carbono da atmosfera, resfriando-a.

As primeiras plantas terrestres eram ancestrais do musgo moderno e se espalharam lentamente pelas rochas. Para sobreviver, extraíram dessas rochas minerais como cálcio, magnésio, fósforo e os submeteram a reações químicas. Segundo um estudo feito pelas universidades de Exeter e Oxford, no Reino Unido, essas reações causaram um impacto enorme no clima do planeta e devem ter levado a uma extinção em massa nos mares – mas abriram caminho para o florescimento da vida como a conhecemos.

“Esse estudo demonstra o poder que as plantas têm no clima. Mas, apesar de elas continuarem esfriando a Terra até hoje ao reduzir os níveis de dióxido de carbono, elas não conseguem acompanhar a velocidade com que o ser humano produz o CO2. Na verdade, seriam necessários milhões de anos para que o CO2 que nós produzimos fosse processado pelas plantas”, afirma Tim Lenton, um dos autores da pesquisa.

Liam Dolan, da Universidade de Oxford, completa o raciocínio: “As plantas tem um papel regulatório central no controle do clima. Elas fizeram isso ontem, fazem hoje e, seguramente, farão no futuro.””

 

Foto 12 de 12 Agora viajamos de volta descendendo através de cada chakra mais uma vez na corrente da manifestação, sabendo que despertamos o lótus de mil pétalas da consciência cósmica. Vimos a beleza do mundo interno, temos aberto nossas gargantas ao canto, unimo-nos no amor, forjado através da inércia do fogo, dançando nas águas da dualidade e encontrando nosso caminho de volta para a Terra! Porque todos os chakras estão dentro de nós, acordados, vivificados, parte de um só ser! Unidos da base à coroa, energizados e completamente iluminados. Do Um à Multidão e da Multidão ao Um. Somos a Ponte do Arco-íris entre os mundos.

“Falei sobre os sete corpos; se o primeiro corpo é o físico e o último é o espiritual, e se não considerarmos os cinco corpos intermediários, não haverá nenhuma ponte conectando esses dois. Seria como se você tivesse que subir uma escada e descartar todos os degraus entre o primeiro e o último.

Se você olhar para uma escada, perceberá que o primeiro degrau está conectado com o último, E, se você a examinar minuciosamente, perceberá que o último degrau é a última parte do primeiro degrau e que o primeiro degrau é a primeira parte do último. De maneira semelhante, se você tomar todos os sete corpos juntos, perceberá uma relação entre o primeiro e o segundo corpo. O primeiro é o físico, o segundo é o etéreo ou o emocional, e é apenas a forma sutil do físico e não é imaterial; apenas é tão sutil que ainda não foi inteiramente captado por meios físicos. Mas agora os físicos não negam o fato de que a matéria física torna-se mais e mais rarefeita e menos substancial em sua forma sutil.

Por exemplo: a ciência moderna diz que a matéria, quando analisada, é reduzida essencialmente a elétrons, que não são matéria, mas partículas de eletricidade. No final, nada permanece como substância - apenas energia. Assim a ciência fez uma descoberta maravilhosa nos últimos cinquenta anos. Embora ela tivesse considerado a matéria como realidade, agora chegou a conclusão de que a matéria não existe, enquanto a energia é um fato; agora a ciência diz que a matéria é uma ilusão causada pelo movimento da energia em alta velocidade.”  Desvendando os mistérios - Osho

Fontes:

The Illuminated Chakras (Os Chakras Iluminados) - Andrea Judith (Youtube) 

Bíblia e Revista VEJA Ciências (Surgimento das Plantas)

Luz da Serra Editora Ltda

paisagismodigital.com (Lenda da Agave)

Fotos do evento:

  • Facebook Social Icon