Casos e acasos vividos na minha viagem à Vitoria, ES. Por Caline Silva

Uma frase que estou levando muito a sério: “Dinheiro a gente recupera, o tempo não”. Sou uma jovem de 19 anos que ama viver intensamente! Tudo começou no ano passado 2016, minhas férias estavam chegando e eu ainda não tinha o que fazer, pensei em ir para Paraíba, um lugar lindo, cheio de praias maravilhosas em João Pessoa, e o melhor ainda é que já tinha onde ficar, ou seja sem gastar com hospedagem, mas eu já tinha ido no ano anterior com minha família, queria algo diferente. Comecei a pesquisar, muito lugares me chamaram atenção, Gramado, lindo demais, paisagens incríveis, muito chocolate, só tinha um problema: o FRIO, eu não estava afim de frio, queria calor! Eis que eu vejo uma imagem da

Como sobreviver sendo artista em São Paulo?

Dança, teatro e fotografia dão dinheiro? Não, dão vida! Dão muito trabalho, gastos e desgastes e o prazer de existir e revelar a vida, de transcender por minutos preciosos o padrão e a “normalidade” fria e cinza de nossos dias. Te despertam e ampliam a consciência de sua existência e os seus modos de conexão com o outro, num tempo de apatia profunda e lei da selva (embora que estas são mais leais e justas do que as urbanas e capitalistas), despertam e ampliam a consciência do direito de ser quem você é com suas singularidades e buscas individuais e coletivas... Talvez você nunca tenha assistido a um espetáculo de Dança Contemporânea ou de Teatro, talvez você esteja mais preocupado em consegu

© 2016 Roni Diniz . Ator, Fotógrafo e Designer Gráfico.