O teatro e os subtextos (Dia nacional do teatro)

Uma das coisas que mais me fascina na tradução da palavra grega para Teatro são os sentidos possíveis do verbo VER. “Théatron” se refere ao lugar físico do espectador e significa "lugar onde se vai para ver". O que queremos tanto ver? Ou o que é que não vemos que é preciso estar no palco, na câmara preta, para então vermos? O que não vemos que é necessária a fantasia para tolerarmos, então, vermos em fim? O que muda em nós ao acessarmos uma visão dissecada deste ou daquele assunto de uma forma viva encenada dentro desta caixa preta? Eu acho este “ver” tão intrigante, ele destrincha e revira um assunto, uma imagem, uma história, uma possibilidade... O público só pode “ver” se escolher por si

A presença energética do artista - Laura Pausini

Minha "tietagem" não tem fim, verdade! (Risos) Mas deixei um pouco o lado de fã - só um pouco - para analisar artisticamente o atual ícone mundial da música italiana - Laura Pausini - e assim acabei relembrando alguns conceitos preciosos do Lume Teatro. Uma das regras dos meus posts aqui é registrar livremente as questões ou reflexões em torno das experiências que eu vivencio e que são pautas das minhas conversas hoje... Além da euforia de um fã normal (não tão normal rsrs), ter estado presente nestes shows da Laura Pausini, dias 11 e 12, me despertou várias reflexões em torno da presença energética do artista, é um tema que faz parte dos meus interesses e buscas enquanto ator e performer, a

© 2016 Roni Diniz . Ator, Fotógrafo e Designer Gráfico.